Tarifa aérea mais caras leva passageiro de volta ao ônibus

outubro 23, 2017 por
Filed under: Cartório na Barra da Tijuca, Cartório no Centro RJ 

Tarifa aérea mais caras leva passageiro de volta ao ônibus

onibusrosa

Quem deseja viajar nos próximos meses precisa se planejar para não sentir no bolso a variação dos custos das passagens, especialmente as de avião. Isso porque as tarifas não caíram, ao contrário do que afirmaram as empresas aéreas quando passaram a cobrar pelo despacho de bagagens. Entre junho e setembro deste ano, a alta dos preços chegou a 35,9%, segundo a Fundação Getulio Vargas (FGV). Já de acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a elevação foi mais leve, de 16,9%.

Os efeitos da alta já foram sentidos pelo setor. Segundo a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), a quantidade de passageiros que viajaram por via aérea pelo Brasil caiu após as novas regras. Em maio, por exemplo, mês anterior à aprovação da cobrança de bagagem, 7.096.762 passageiros passaram pelos aeroportos do país. Em junho, o número caiu para 6.922.225.

Como reflexo, as pessoas tendem a buscar as viagens de ônibus que, apesar de mais demoradas, saem mais em conta e não têm limitação para bagagens.

Na rodoviária Novo Rio, por exemplo, o aumento da demanda entre julho e setembro foi de 10%. A alta já demonstra que os cariocas estão em busca de economia.

Segundo um levantamento feito pelo EXTRA entre companhias aéreas e empresas de transporte rodoviário, a diferença de preços é grande, especialmente se a compra é feita em cima da hora. Uma viagem para São Paulo, por exemplo, pode ficar salgada, se o bilhete aéreo for adquirido com apenas quatro dias de antecedência. Neste trecho, a tarifa sai por R$ 448,41, pela Avianca. Se for de ônibus, custa R$ 100,87, pela Útil.

Fonte : Jornal Extra

Comentários