Servidores devem fazer prova de vida para receber benefício

Servidores devem fazer prova de vida para receber benefício

pensionistas

O prazo para os servidores inativos e pensionistas, com final de matrícula 4, efetivarem seu recadastramento anual obrigatório 2018 termina no próximo dia 30.

São cerca de 8 mil inativos e pensionistas que devem realizar a prova de vida, este mês, procedimento a ser feito, exclusivamente, no Banco Santander, mediante apresentação de identidade e CPF.

Caso o servidor ou o pensionista não possa comparecer a uma agência do banco, deve consultar a página do Previ-Rio, ou entrar em contato com o Disque Servidor, no telefone: (21) 2599-4746.

Os servidores de final de matrícula 1, 2, e 3 que não fizeram o seu recadastramento no prazo deverão fazê-lo o mais rápido possível, comparecendo a uma agência do banco, para reativar seu pagamento.

Fonte : Jornal Extra

Estado vai cobrar prova de vida de aposentados

Estado vai cobrar prova de vida de aposentados

aposentadosnafila

A partir de 2018, todos os mais de 248 mil aposentados e pensionistas do governo do estado vinculados ao Rio Previdência terão que realizar o procedimento chamado prova de vida para manter o pagamento regular de seus proventos.

A medida está prevista no edital do leilão da folha de pagamento dos servidores, realizado no início de agosto, e que foi vencido pelo banco Bradesco. O número de convocados para o recadastramento, porém, deverá aumentar ao longo do próximo ano.

Desde a assinatura do acordo, o banco e o Rio Previdência trabalham para pôr em prática o que está previsto no contrato.

O fundo que administra as aposentadorias e as pensões garante que a convocação para a prova de vida será feita com três meses de antecedência para que ninguém seja pego de surpresa.

A ideia é que a comprovação aconteça no mês de aniversário do beneficiário. O interessado será chamado a uma agência do banco e terá que apresentar um documento com foto ou realizar a verificação por meio de biometria.

Ficará sob responsabilidade da instituição financeira o envio dos dados ao Rio Previdência.

Caso o beneficiário não faça a prova de vida no mês de seu aniversário, haverá a suspensão do provento no mês seguinte. Para reativar o benefício, bastará comparecer à agência a qualquer tempo.
— Foi um termo que incluímos no contrato com o Bradesco e que vamos adotar a partir de agora — declarou Reges dos Santos, presidente do Rio Previdência.

O órgão reforçou que a adoção do procedimento de prova de vida está em fase de planejamento neste momento, e ainda poderá sofrer algumas modificações.

Fonte : Jornal Extra