Trabalhador já pode conferir quanto recebeu a mais na conta do FGTS

Trabalhador já pode conferir quanto recebeu a mais na conta do FGTS

fgtsdaspessoas

Os trabalhadores já podem conferir quanto foi depositado de extra de rendimentos na conta do FGTS. A distribuição do lucro de 2016 do fundo, que vai contemplar 88 milhões de pessoas, começou a ser feita.

De acordo com informações da Caixa Econômica Federal, gestora do FGTS, os repasses serão proporcionais aos valores de cada conta, e o montante médio dos depósitos será de R$ 29,62.

Para saber quanto tem na conta o trabalhador não precisa se dirigir a uma agência da Caixa, pela internet é possível criar uma senha e ter acesso à conta do FGTS. Para realizar esse cadastro é preciso ter em mãos RG, CPF, título de eleitor e o PIS. Para fazer o cadastro pelo site basta acessar www.caixa.gov.br/extrato-fgts.

Nessa página é preciso informar o número do PIS e logo depois clicar em cadastrar a senha. Em seguida abrirá uma outra aba com o regulamento para acessar o sistema, caso concorde, marque aceito. Uma outra aba será aberta, nela é preciso preencher todos os campos com os dados pessoais.

Nessa fase do cadastro, o trabalhador terá que informar o número do título de eleitor. Quase lá : a senha pode ser criada com até 8 dígitos. Clique em confirmar. Para validar o acesso preencha os campos e aperte em OK. Pronto. Você já pode consultar o seu extrato do FGTS. Mas atenção : por questões de segurança, em todas essas operações é preciso marcar “não sou robô”.

O trabalhador ainda tem a opção de ligar gratuitamente para 0800 726 2017. A Caixa Econômica Federal informou que 245,7 milhões de contas receberão a grana extra. O cálculo será feito sobre o saldo das contas em 31 de dezembro de 2016.

Com isso, o índice de reajuste será de 7,14% em cima do saldo que estava nas contas até dezembro passado. Se essa liberação não acontecesse, os valores seriam corrigidos como determina a lei: juros de 3% ao ano mais TR (Taxa Referencial), ficando em 5,11%.

A assistente administrativa Daniele Vitória Quirino, 34 anos, recebeu por torpedo a informação que o rendimento extra do FGTS foi creditado em sua conta. Há 14 anos com carteira assinada, ela está cadastrada no sistema da Caixa desde 2013 e todo mês chega em seu celular por mensagem os dados sobre depósito do fundo e os juros.

Daniele disse que foi surpreendida com o aviso que de os valores entraram na conta vinculada. “Tudo que vem para acrescentar é bom, apesar de o valor ter sido baixo”, afirmou.

Fonte : O Dia

Parte do lucro do FGTS será depositado no fim deste mês

Parte do lucro do FGTS será depositado no fim deste mês

fgtsfundologo

Pela primeira vez, o brasileiro receberá parte do lucro do dinheiro depositado no Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS).

O presidente Michel Temer anunciou ontem a distribuição de metade dos ganhos do fundo no ano passado, o que fará o rendimento para os cotistas passar de 5,11% para 7,14% em 2016.

Com isso, a aplicação conseguiu vencer a inflação, coisa que não acontecia há 11 anos. O ganho médio será de R$ 30 por trabalhador, variando de acordo com o saldo que cada um tem no FGTS.
Ao todo serão creditados R$ 7,28 bilhões em 245,7 milhões de contas de 88 milhões de trabalhadores, até o dia 31 de agosto. Cada trabalhador terá 1,93% a mais sobre o saldo que tinha em 31 de dezembro de 2016. Grande parte, entretanto, (mais de 70%) receberão até R$ 10. Já quase 48 milhões terão depósitos de até R$ 100. Na terceira faixa de pagamento, estão 16 milhões de trabalhadores, que receberão dividendos entre R$ 101 e R$ 1 mil.

Apenas 835 mil trabalhadores têm saldo suficiente para receber rendimentos que chegam a R$ 5 mil. E somente 24,6 mil pessoas terão um aporte acima desse valor.

Esse crédito será feito no dia 31 deste mês. E essa é a data marcada para a distribuição de dividendos nos próximos anos.

O resgate desse dinheiro vai obedecer às regras de saque do FGTS. Ou seja, só pode ser retirado quando os trabalhadores são demitidos, se aposentam ou compram a casa própria, por exemplo.

Quem sacou dinheiro de contas inativas também receberá o crédito equivalente a esses recursos, mas não poderão sacar.

Fonte : Jornal Extra

Caixa abrirá duas horas mais cedo para saque do FGTS

Caixa abrirá duas horas mais cedo para saque do FGTS

fgtsfundologo

 

Às vésperas do início do saque das contas inativas do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS), a Caixa Econômica anunciou, ontem, uma força-tarefa para atender aos trabalhadores.

Amanhã, segunda e terça feira (dias 10, 13 e 14), todas as agências do banco no país abrirão duas horas mais cedo.

A Caixa alerta, no entanto, que unidades que normalmente abrem às 9h começarão a atender às 8h e fecharão uma hora mais tarde.

Já aquelas que iniciam o atendimento às 11h vão antecipar a abertura para as 9h.

Além disso, 1.841 unidades em todo o Brasil funcionarão neste sábado, das 9h às 15h, para auxiliar na liberação do fundo. Veja abaixo a lista da capital do Rio.

Os saques das contas inativas começam amanhã para cerca de 4,8 milhões de trabalhadores.

O valor total disponível para saque nesse mês ultrapassa R$ 6,96 bilhões.

Nesse primeiro lote, a retirada do benefício estará disponível até 7 de abril apenas para os nascidos entre janeiro e fevereiro.

Cerca de 1,65 milhão de trabalhadores (34%) receberão automaticamente o crédito em suas contas na Caixa no dia 10.

Fonte : Jornal Extra

Quase 200 mil empresas não recolheram FGTS e isso pode impedir resgate de conta inativa

Quase 200 mil empresas não recolheram FGTS e isso pode impedir resgate de conta inativa

fgtsfila

A medida que autorizou o saque das contas inativas do FGTS vai deixar de fora milhões de trabalhadores que não têm saldo, porque os patrões não fizeram recolhimento para o FGTS.

De acordo com dados da Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional (PGFN), existem, pelo menos, sete milhões de trabalhadores cujos empregadores não depositaram o dinheiro devido, que correspondem a um débito total de R$ 24,5 bilhões inscritos na dívida ativa da União.

Como os valores não estão individualizados por trabalhador, a PGFN não consegue identificar entre as pessoas prejudicadas quem teria direito ao saque da conta inativa.

O governo abriu a possibilidade de trabalhadores que pediram demissão ou foram demitidos por justa causa até 31 de dezembro de 2015 resgatarem os recursos depositados nas contas antigas do Fundo.

Os saques começam dia 10 de março, obedecendo o mês de aniversário dos trabalhadores. O governo estima que R$ 43,6 bilhões ficarão disponíveis para saque em contas inativas e que 30,2 milhões de trabalhadores poderão ser beneficiados. Mas, no caso das empresas que não depositaram esses recursos, será difícil para os trabalhadores terem acesso aos recursos.

A dívida total que está na PGFN engloba todos os débitos com o FGTS (contas ativas e inativas).

Estão na lista 198.790 devedores, em diversas situações, como empresas que já faliram, débitos antigos e recentes, em cobrança administrativa e judicial, e executadas pela PGFN e Caixa Econômica Federal.

Segundo o coordenador-geral da dívida ativa da União, procurador Cristiano Neuenschwander Lins de Morais, há porém uma possibilidade para que esses trabalhadores ainda consigam sacar o dinheiro das contas inativas.

O procurador lembrou que está em vigor um programa de parcelamento de dívidas com a União — criado pela Medida Provisória 766, editada em janeiro deste ano — que condiciona a adesão das empresas à regularização dos débitos com o FGTS.

O prazo para inscrição no programa começou este mês e foram registrados pedidos de 3 mil empresas, que têm uma dívida total de R$ 1 bilhão, incluindo com o FGTS.

Se elas não regularizarem o débito com o Fundo, o pedido será recusado, disse o procurador.

O programa de refinanciamento das dívidas com a União vai até o fim de julho, coincidindo, portanto como cronograma do saque das contas inativas.

A estimativa da PGFN é que Mario Avelino, do Instituto Fundo Devido glo.bo/2kLG2IH as empresas beneficiadas coloquem em dia débitos no valor de R$ 2 bilhões com o FGTS — ou seja, menos de 10% do total de R$ 24,5 bilhões inscrito na dívida ativa.

A Caixa já informou ao órgão que, se o dinheiro chegar na conta dos trabalhadores até 31 de julho (prazo final do cronograma), o saque da conta inativa será autorizado. Isso vai acontecer mesmo nos casos em que o cotista já tenha retirado o dinheiro de uma conta inativa.

Ele aconselhou os trabalhadores a procurarem informações na Caixa para saber se o dinheiro “pingou” na sua conta do FGTS até o prazo final do cronograma. Os extratos mensais, destacou, devem ser consultados também.

As empresas inscritas na dívida ativa da União ou no Cadastro Informativo de créditos não quitados do setor público federal (Cadin) ficam impedidas de participar de licitação, contratar com o poder público ou tomar empréstimo em banco estatal.

O gerente nacional do FGTS da Caixa, Henrique Santana, comentou ainda que os próprios trabalhadores também devem procurar as empresas, as superintendências do Ministério do Trabalho e recorrer à Justiça para tentar obter o crédito do FGTS devido.

Quem já está movendo ação judicial poderá sacar os recursos das contas inativas se o processo for concluído dentro do cronograma fixado pelo governo.

Caso contrário, só terá direito de retirar o dinheiro posteriormente, pelas regras normais de saque, como compra da casa própria, aposentadoria ou após três anos fora do mercado de trabalho.

Além do trabalho de cobrança da PGFN, está sendo discutido no governo um projeto de estímulo à regularização da dívida das empresas com o FGTS, com perdão de multa e encargo para valores até R$ 20 mil.

A proposta já passou pelo Conselho Curador do Fundo. Cabe primeiro ao Ministério do Trabalho identificar irregularidades e autuar as empresas que estão devendo ao FGTS.

Os demais órgãos, Caixa, Receita Federal e PGFN, cuidam da cobrança e execução da dívida.

Fonte : O Globo

Saque do FGTS ajudará na retomada

Saque do FGTS ajudará na retomada

fgtsfundologo

 

O governo divulgou o calendário para saques de contas inativas do FGTS.

Ao todo, 30,2 milhões de trabalhadores que pediram demissão ou foram demitidos por justa causa até 2015 poderão resgatar seus saldos antigos do FGTS a partir de 10 de março.

Segundo o governo, até R$ 43,6 bilhões poderão ser sacados.

Analistas estimam que esses recursos ajudarão a dar um empurrão na economia.

Até R$ 16 bilhões devem ir diretamente para o consumo, e o restante vai para o pagamento de dívidas ou investimentos.

A notícia mais aguardada pelos trabalhadores com contas inativas do FGTS saiu ontem, com pompa, em solenidade no Palácio do Planalto.

O governo divulgou o cronograma para os saques, que ocorrerão de acordo com a data de aniversário dos trabalhadores, com início no próximo dia 10 de março.

Ao todo, 30,2 milhões de pessoas deverão sacar, em agências da Caixa Econômica Federal, R$ 43,6 bilhões.

A expectativa é que entre R$ 12 bilhões e R$ 16 bilhões desse total sejam injetados diretamente na economia, via consumo das famílias.

A estimativa é do economista chefe do banco ABC, Luis Otavio de Souza Leal, com base em exemplos internacionais de devolução de dinheiro sob jurisdição do governo a contribuintes. Segundo ele, entre 30% e 40% foram empregados em consumo. Diante da alta taxa de inadimplência das famílias brasileiras, a maior parte deve ser usada para pagar dívidas.

— Nem tudo isso vai para consumo. Primeiro, porque boa parte desses R$ 41 bilhões será distribuída entre pessoas que terão menos de R$ 1 mil para sacar. Depois, quem tem contas maiores e provavelmente não está enfrentando problemas de inadimplência vai aplicar em ações, títulos pós-fixados ou na poupança. Como os saques ocorrerão entre março e julho, o efeito do uso desses recursos será diluído ao longo do ano e parte pode ter resultado somente em 2018. Não é isso que vai salvar a pátria, mas será uma ajuda — ponderou o economista.

Nas contas da Fecomércio-RJ, no caso do estado do Rio, R$ 1,6 bilhão deve ser injetado no comércio de bens, serviços e turismo.
— São recursos importantes para a retomada da atividade neste momento e vão fazer a diferença no volume de vendas do comércio, que encerrou 2016 novamente negativo. É claro que há questões estruturais, de mercado de trabalho e renda, que ainda vão impedir um resultado melhor, mas toda ajuda é bem-vinda — analisa Christian Travassos, gerente de economia da Fecomércio-RJ.

O cronograma para a retirada do dinheiro leva em consideração a data de aniversário do trabalhador. Assim, quem nasceu nos meses de janeiro e fevereiro, pode sacar os recursos a partir de 10 de março, por exemplo. Em abril, será a vez daqueles que nasceram nos meses de março, abril e maio, e assim por diante. As datas do calendário correspondem ao primeiro dia permitido para o saque. O dinheiro, porém, estará disponível para todos os trabalhadores elegíveis até 31 de julho deste ano.

O anúncio das datas para saque levou muitos brasileiros a buscarem informações nas agências da Caixa ontem.
— A medida vai reduzir o endividamento das famílias e permitir que elas voltem a consumir, o que vai assegurar a esperada retomada do crescimento em 2017 — resumiu o ministro do Planejamento, Dyogo Oliveira.

Para atender aos trabalhadores — tem direito quem pediu demissão ou foi dispensado por justa causa até 31 de dezembro de 2015 —, 1.891 agências da Caixa funcionarão um sábado por mês, das 9h às 15h, de fevereiro a julho, com exceção de abril. Além disso, de hoje até sexta-feira, todas as 3,4 mil agências do banco abrirão duas horas mais cedo, portanto, às 8h.

O próximo sábado, dia 18, já será o primeiro dia de atendimento especial. Esse regime diferenciado será de dedicação exclusiva ao assunto FGTS. Ou seja : não haverá outro tipo de atendimento (abertura de conta, pagamento de fatura etc.).

Quem preferir pode abrir uma conta-corrente ou uma conta poupança na Caixa antes da abertura da temporada de saques, em 10 de março. Isso garantirá o depósito automático dos recursos, no caso da poupança, ou de forma simplificada, no caso da conta-corrente.

Dos 30,2 milhões de clientes com contas inativas e passíveis de saque, 90% têm saldo de até R$ 3 mil. Oito por cento, ou 2,3 milhões de contas, têm recursos de R$ 3.001 a R$ 10.000; 2%, o equivalente a 500 milhões de contas, estão na faixa de R$ 10.001 até R$ 50.000; e cerca de 50 milhões de contas, com percentual de aproximadamente 0,2%, têm acima de R$ 50.001. São 49,6 milhões de contas, com um valor estimado em R$ 43,6 bilhões.

Durante o anúncio dos detalhes sobre os saques das contas inativas do FGTS, o presidente Michel Temer disse que essas retiradas vão permitir “tranquilidade social”, diante da recessão da economia, do endividamento das famílias e das empresas.

Michel Temer destacou que, em apenas dez minutos de funcionamento da nova página no site da Caixa, criada especificamente para orientar os trabalhadores, foram registrados 480 mil acessos:
— No fim do ano passado, discutimos como injetar valores na economia brasileira e acolher pleitos de muito tempo, como as contas inativas do FGTS. Com a evidente recessão, muitas famílias e empresas endividadas, os saques não só injetariam recursos na economia, mas dariam uma certa tranquilidade social.

Já o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, disse que a liberação dos saques dessas contas inativas simboliza uma política com menos peso do Estado. Sem citar nomes, Henrique Meirelles atacou políticas econômicas anteriores ao governo Michel Temer por serem “centralizadoras”:

— O Estado começa, cada vez mais, a não tutelar as pessoas. Isto é, cada um tendo a possibilidade, o direito, de alocar os recursos da maneira como ele, ou ela, achar melhor.

Fonte : O Globo

Saque do FGTS começa no dia 10 de março

Saque do FGTS começa no dia 10 de março

fgtsfundologo

 

O governo federal divulgou, nesta terça, o calendário para o saque dos saldos das contas inativas do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS). Ao todo, 10,1 milhões de brasileiros terão direito à retirada, que deve começar na sexta-feira, dia 10 de março.

A Caixa Econômica Federal abrirá aos sábados, a partir do dia 18 deste mês.

A ordem dos saques será de acordo com o mês de aniversário do trabalhador.

CALENDÁRIO DE ACORDO COM MÊS DE NASCIMENTO

JANEIRO e FEVEREIRO : saque a partir de 10/03;

MARÇO, ABRIL e MAIO : saque a partir de 10/04;

JUNHO, JULHO e AGOSTO : saque a partir 12/05;

SETEMBRO, OUTUBRO e NOVEMBRO : saque a partir de 16/06;

DEZEMBRO : saque a partir de 14/07.

O banco decidiu deixar apenas os aniversariantes de dezembro para receber em julho porque será possível a todos os cotistas retirar o dinheiro a partir da data estipulada no calendário até 31 de julho.

Ou seja : quem nasceu em janeiro, por exemplo, poderá sacar o dinheiro de 10 de março até 31 de julho.

Contas inativas são aquelas vinculadas a contrato de trabalho já extinto.

Uma única pessoa pode ter várias contas do FGTS, uma para cada trabalho com carteira assinada, e cada conta é encerrada quando o respectivo contrato é finalizado.

Normalmente, existe saldo de contas inativas de pessoas que pediram demissão e não sacaram o dinheiro, para utilizar, por exemplo, no financiamento à casa própria.

A retirada poderá ser feita apenas das contas inativas com data de desligamento do empregado até 31 de dezembro de 2015. Quem pediu demissão depois disso não poderá efetuar o saque – a não ser que tenha outros contratos encerrados em anos anteriores.

Fonte : O Dia

Caixa estuda abrir nos fins de semana para saques de FGTS

Caixa estuda abrir nos fins de semana para saques de FGTS

fgtsfundologo

A Caixa Econômica Federal confirmou que estuda a abertura de suas agências aos sábados e domingos para facilitar os saques dos saldos das contas inativas do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS).

A medida teria o objetivo de facilitar as operações para os mais de dez milhões de trabalhadores que terão o direito de retirar os valores acumulados em contas sem novos depósitos.

A decisão, no entanto, deverá sair em breve.

Isso porque a Caixa Econômica Federal informou que está trabalhando para que o calendário de saques das contas inativas seja divulgado ainda neste mês, de preferência até o dia 15.

Os saques deverão começar já a partir de março, de acordo com o mês de nascimento de cada trabalhador. Inicialmente, a ideia seria permitir a retirada para os nascidos em janeiro e fevereiro. Ou seja, dois grupos a cada mês.

Já circulam na internet alguns calendários não oficiais de saques. A Caixa alerta, no entanto, que esses cronograma devem ser ignorados. As informações oficiais serão divulgadas, em breve, pelo site da instituição (www.caixa.gov.br) e pelos perfis do banco no Twitter: @imprensacaixa e @caixa.

As consultas aos saldos de contas inativas do FGTS, porém, já podem ser feitas. Basta acessar www.caixa.gov.br/beneficios-trabalhador/fgts/contas-inativas ou usar o aplicativo do FGTS, o internet banking e os terminais de autoatendimento, com o Cartão do Cidadão (que exige uma senha cadastrada).

A liberação dos saques de contas inativas vinculadas a empregos antigos — dos quais os trabalhadores pediram demissão ou foram desligados por justa causa até dezembro de 2015 — foi anunciada ainda no fim do ano passado.

A expectativa é que as retiradas injetem mais de R$ 30 bilhões na economia do país ao longo de 2017.

Fonte : Jornal Extra

 

FGTS : saques de contas inativas a partir de março

FGTS : saques de contas inativas a partir de março

fgtsfundologo

 

Considerada uma das medidas mais populares do governo Michel Temer, a liberação dos saldos das contas inativas do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) já tem uma data para começar.

A ideia é que, em 13 de março, os primeiros trabalhadores já possam sacar os valores.

Até o dia 31 de julho, todos os brasileiros que têm dinheiro parado nessas contas poderão fazer o resgate dos recursos acumulados em anos de trabalho na iniciativa privada.

O governo espera que 15 milhões de pessoas realizem os saques.

Ao todo, R$ 30 bilhões deverão entrar em circulação na economia com a medida.

O presidente Michel Temer ainda tem que aprovar o calendário de retiradas já elaborado pela Caixa Econômica Federal.

A ideia era começar a liberar os recursos em fevereiro, mas isso não será possível por uma questão técnica.

Para permitir os saques, existe uma logística a ser montada pela instituição financeira, como o treinamento dos funcionários, a organização das agências para receber os trabalhadores e a criação de um serviço 0800 para esclarecer dúvidas.
— Imagine que é uma operação maior do que o pagamento de todo o programa Bolsa Família, que tem 14 milhões de famílias beneficiadas — ressaltou um interlocutor do presidente.

Os trabalhadores com direito a saque serão chamados segundo suas datas de aniversário.

Em março, terão o direto de sacar o FGTS das contas inativas os que nasceram em janeiro e fevereiro. Nos quatro meses seguintes, os demais, em etapas, conforme o mês de nascimento.

Fonte : Jornal Extra

FGTS : um milhão com direito a saque

FGTS : um milhão com direito a saque

fgtsfundologo

 

Um milhão de trabalhadores com contas inativas do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) já podem sacar seus saldos porque estão sem carteira assinada há três anos ou mais.

Segundo as regras antigas, quem fica por 36 meses ou mais sem recolhimentos para o fundo pode fazer a retirada do saldo que está parado.

E, segundo o Conselho Curador do FGTS, há R$ 1,3 bilhão à espera desses trabalhadores.

Esse grupo não precisa aguardar a publicação do calendário da União, a partir de fevereiro, que vai permitir a retirada de recursos de todas as contas que não têm mais movimentação no país.

O número de trabalhadores com direito a saque imediato por estarem há três anos ou mais fora do sistema de FGTS pode ser até maior, pois a Caixa Econômica Federal está fazendo um novo levantamento de todas as contas inativas do país.

A recomendação para quem já pode retirar o dinheiro por estar há três anos sem FGTS é ir a uma agência da Caixa fazer o pedido antes da divulgação do cronograma oficial de saque pelas novas regras.

A partir de fevereiro, todas as contas inativas de pessoas demitidas sem justa causa até 31 de dezembro de 2015 serão liberadas. E a expectativa é de filas.

O calendário está sendo elaborado pela União. A estimativa é que os saques comecem a ser feitos já em fevereiro, mês a mês, conforme as datas de aniversário dos trabalhadores.

A Caixa Econômica Federal (CEF) oferece canais para consulta ao saldo do FGTS por meio de seu site (www.caixa.gov.br/ beneficios-trabalhador/ fgts/contas-inativas/ Paginas/default.aspx #canais-para-consulta); do aplicativo do banco; do atendimento telefônico 0800-726-0207, de segunda a sexta-feira, das 8h às 21h, e aos sábados, das 10h às 16h; e das agências bancárias.

É preciso ter o número do PIS/Pasep/NIS.

O trabalhador que tem uma conta inativa e ficou três anos sem a carteira assinada — ficou fora do sistema do FGTS por 36 meses ou mais — deverá apresentar os seguintes documentos para o saque: a carteira de trabalho de onde conste o contrato de trabalho objeto de saque ou um documento que comprove essa condição, o documento de identificação do titular da conta e o número de inscrição PIS/Pasep/NIS.

O saque poderá ser feito na Caixa. Para saber se tem dinheiro disponível para saque, basta que o trabalhador verifique se as contas que tem no fundo aparecem atualmente classificadas como inativas (“I”) no sistema de consulta ao FGTS no site da Caixa. Se a conta está inativa significa que os recursos já podem ou poderão ser sacados, em breve, pelo trabalhador.

Fonte : Jornal Extra

Governo Federal não cogita acabar com saque do FGTS em caso de demissão

Governo Federal não cogita acabar com saque do FGTS em caso de demissão

fgtsfundologo

O presidente Michel Temer disse que não existe qualquer pensamento no governo de acabar com o direito ao saque de valores do FGTS (Fundo de Garantia por Tempo de Serviço) por trabalhadores demitidos sem justa causa.

“Se divulgou que quem tivesse perdido o seu emprego por despedida injusta não poderia sacar os valores do FGTS. Não é verdade. Esse é o primeiro esclarecimento que quero fazer, não há nenhum pensamento a respeito dessa matéria no governo. O fundo de garantia continuará a exercer o seu papel que vem exercendo ao longo do tempo”, disse Michel Temer em breve vídeo publicado na internet na noite da última terça-feira por ocasião dos 50 anos do FGTS.

Michel Temer também afirmou que os recursos do FGTS continuarão a ser utilizados pelo governo para investimentos em moradia e saneamento, além de outras atividades do setor público.

Fonte : Folha On Line

 

 

Próxima Página »