2 milhões de documentos já foram apostilados em cartórios brasileiros

2 milhões de documentos já foram apostilados em cartórios brasileiros

documentosapostilados

De acordo com o Conselho Nacional de Justiça (CNJ), quase 2 milhões de documentos já foram apostilados em todos os Cartórios do País.

Especialistas comemoram esse número e a redução de um ano para 24 horas no prazo para legalização de documentos, enquanto o Cartório 15 comemora atendimento em 10 minutos por documento apostilado !

Nos procure hoje mesmo. Não precisa agendar ! Shopping Downtown Barra ou Centro – Rua do Ouvidor 89 ! Nossos telefones são : 21 31547161 ou 08000211524.

Corregedoria define exigências para quem pede documento em cartório

fevereiro 28, 2018 por · Comments
Filed under: Cartório na Barra da Tijuca, Cartório no Centro RJ 

Corregedoria define exigências para quem pede documento em cartório

documentocartorio

A Corregedoria Nacional de Justiça definiu quais dados devem ser exigidos pelos cartórios de alguém que recorre para obter documentos.

De acordo com o Provimento n. 61, da Corregedoria a requisição de informação feita ao tabelião deve vir acompanhada do número do Cadastro de Pessoa Física (CPF), Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica (CNPJ) e de outros dados pessoais que já são exigidos da parte que apresenta uma causa à Justiça, conforme o artigo 319 do novo Código de Processo Civil (CPC).

Pelas novas regras, já em vigor, também passa a ser obrigatório incluir na solicitação o nome completo do solicitante do documento, sem abreviaturas, assim como a nacionalidade, estado civil – com indicação de união estável e filiação, quando for o caso.

Os interessados deverão ainda comunicar formalmente ao tabelião sua profissão, seu domicílio e residência, além do endereço de correio eletrônico.

Quando os dados não forem informados na requisição, o responsável pelo cartório, o juiz – no caso de uma ação judicial – e as partes deverão cooperar para providenciá-los. Poderão para isso recorrer aos bancos de dados biométricos da Justiça Eleitoral, à Central Nacional de Informações do Registro Civil (CRC Nacional) e à Receita Federal. A Justiça e o cartório, no entanto, não poderão negar o objeto da petição inicial ou requerimento, caso seja impossível levantar essas informações ou se essa busca comprometer, por causa do seu custo, o acesso à Justiça ou ao cartório.

Fonte : CNJ

Empresas investem em tecnologia na hora de contratar

Empresas investem em tecnologia na hora de contratar

carteiradetrabalhoetrabalhador

 

Em tempos de desemprego, conseguir uma vaga é um grande desafio. Mas e quando a burocracia acaba estragando a festa, o que fazer ?

Entre conseguir um emprego e começar a trabalhar tem uma burocracia enorme. As empresas pedem, em média, de dez a quinze documentos diferentes. Tem gente que até perde vaga porque não tem nem dinheiro para esse vai e vem levando papel.

Por isso, cada vez mais, as empresas estão buscando a tecnologia para simplificar a contratação.

Uma pesquisa mostra que 36% das empresas perderam um candidato que já tinha até passado por entrevista por causa da burocracia na contratação. Mais de 40% dizem que o envio de documentos é o que mais dificulta o processo. Em 64% dos casos, a contratação leva até duas semanas.

Para a empresa, é tempo demais e para o candidato, custa caro. “Ele sente uma dificuldade ou ele não tem recursos. Ele está desempregado. Tem que lembrar que para desempregado, o recurso é mais escasso”, afirma o gerente de RH da Casa do Pão de Queijo, Damião Vicente.

Para diminuir essa burocracia, muitas empresas estão investindo na tecnologia. Em uma dessas, por exemplo, tem um aplicativo para o novo funcionário se cadastrar e mandar fotos dos documentos. Toda a documentação é checada pela empresa pelo meio do próprio aplicativo.

Em dois dias, Cauiqui Silva já estava trabalhando. “Me surpreendeu. Foi tudo muito rápido. Até que foi bom, porque eu estava ansioso para trabalhar logo”, disse.

A gerente de produtos da Acesso RH, Lume Numata, disse que, para diminuir mesmo a burocracia, as empresas precisam rever a lista de documentos que pedem. “Muitas vezes tem documentos ali que são duplicados. Um exemplo é o CPF. Tem muita empresa que solicita o cartão do CPF, sendo que esse número já consta em diversos outros documentos que também precisam ser apresentados, como RG ou a carteira de motorista ou mesmo a própria carteira de trabalho”, afirmou.

Um banco implantou a contratação pela internet e reduziu a quantidade de documentos na hora de contratar. O funcionário pode mandar tudo de casa. Desse jeito, o processo que demorava mais de um mês, agora leva nove dias.
“Acho que é um caminho sem volta. Sabe por quê ? Porque não é o digital pelo digital. É o digital facilitando nossa vida e, se facilita, por que não aderir ?”, disse Vanessa Lobato, vice-presidente de RH do Banco Santander.

Fonte : Jornal Nacional – Rede Globo de Televisão

Materialização de Documentos

Materialização de Documentos

materializacaodedocumentos

Nosso sistema já encontra-se apto à prestação do novo serviço de materialização de documentos e nossa equipe treinada para prestá-lo.

O que é este novo serviço ?
O ato de materialização de documento consiste na impressão, pelo Serviço Extrajudicial, de um documento em formato eletrônico, certificando na página o tipo de documento, os dados referentes aos mesmos e a data da materialização.

Importante destacar que os documentos podem ser materializados a partir da rede mundial de computadores (WEB) ou através de arquivo eletrônico apresentado para tal, devendo ser consignado na certificação os seguintes itens :
I – Nos documentos impressos através da Rede Mundial de Computadores WEB: data e hora da impressão; URL de onde foi extraída a cópia; número total de folhas que compõem o documento. número correspondente à folha do documento;
II – Nos documentos impressos através de arquivo eletrônico: data e hora da impressão; nome do arquivo, data e hora de sua criação e formato; número total de folhas que compõem o documento. número correspondente à folha do documento;
Conforme a redação dada ao item 9 da tabela 22 pela Lei 7.128/2015, a cobrança se dará por página impressa.

A selagem do ato se dará por página certificada devendo o selo ser aposto junto à certificação da página.