Parte do lucro do FGTS será depositado no fim deste mês

Parte do lucro do FGTS será depositado no fim deste mês

fgtsfundologo

Pela primeira vez, o brasileiro receberá parte do lucro do dinheiro depositado no Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS).

O presidente Michel Temer anunciou ontem a distribuição de metade dos ganhos do fundo no ano passado, o que fará o rendimento para os cotistas passar de 5,11% para 7,14% em 2016.

Com isso, a aplicação conseguiu vencer a inflação, coisa que não acontecia há 11 anos. O ganho médio será de R$ 30 por trabalhador, variando de acordo com o saldo que cada um tem no FGTS.
Ao todo serão creditados R$ 7,28 bilhões em 245,7 milhões de contas de 88 milhões de trabalhadores, até o dia 31 de agosto. Cada trabalhador terá 1,93% a mais sobre o saldo que tinha em 31 de dezembro de 2016. Grande parte, entretanto, (mais de 70%) receberão até R$ 10. Já quase 48 milhões terão depósitos de até R$ 100. Na terceira faixa de pagamento, estão 16 milhões de trabalhadores, que receberão dividendos entre R$ 101 e R$ 1 mil.

Apenas 835 mil trabalhadores têm saldo suficiente para receber rendimentos que chegam a R$ 5 mil. E somente 24,6 mil pessoas terão um aporte acima desse valor.

Esse crédito será feito no dia 31 deste mês. E essa é a data marcada para a distribuição de dividendos nos próximos anos.

O resgate desse dinheiro vai obedecer às regras de saque do FGTS. Ou seja, só pode ser retirado quando os trabalhadores são demitidos, se aposentam ou compram a casa própria, por exemplo.

Quem sacou dinheiro de contas inativas também receberá o crédito equivalente a esses recursos, mas não poderão sacar.

Fonte : Jornal Extra

Dinheiro desviado pagará 13º

Dinheiro desviado pagará 13º

dinheiroemoeda

A Procuradoria-Geral da República (PGR), em acordo com procuradores do Rio de Janeiro, conseguiu na Justiça uma autorização para destinar R$ 270 milhões apreendidos em poder da quadrilha chefiada pelo ex-governador Sérgio Cabral para pagar o 13º do funcionalismo estadual.
A medida deve ser efetivada a partir da próxima terça-feira, quando haverá um evento no Tribunal Regional Federal do Rio, com a presença do procurador-geral Rodrigo Janot, no qual a decisão será anunciada formalmente.

Os pagamentos serão preferencialmente para quem ganha até quatro salários mínimos, o que representa 90% da folha do estado. Quem tem salário acima disso receberá até o limite de quatro salários.

Os recursos desviados por corrupção foram recuperados na Operação Eficiência, desdobramento da Calicute, que prendeu Cabral em novembro.

Com o avanço das investigações, os irmãos Marcelo e Renato Chebar, operadores do ex-governador que fizeram delação, devolveram R$ 270 milhões aos cofres públicos.

O juiz Marcelo Bretas, da 7ª Vara Federal Criminal do Rio, atuou para intermediar a negociação entre a Procuradoria-Geral do Rio e o Ministério Público Federal (MPF) sobre o dinheiro. O Estado aguarda a liberação dos recursos pelo MPF.

Na semana passada o Governo do estado do Rio pagou R$ 50 milhões referentes à terceira parcela do salário de janeiro do funcionalismo público, no valor de R$ 435.

Na quarta-feira foram depositados mais R$ 979, referentes à quarta parcela. As duas últimas parcelas serão creditadas nas próximas terça (R$ 3.006) e quarta-feira (restante).

No último dia 14 de fevereiro, o Estado já havia depositado os pagamentos integrais de janeiro dos servidores da Educação e da Segurança.

Fonte : Jornal Extra