Boleto vencido poderá ser pago em qualquer banco

Boleto vencido poderá ser pago em qualquer banco

boletonovidade1

A partir da próxima segunda-feira, os bancos passarão a aceitar pagamento de boletos de cobrança vencidos de outras instituições.

Inicialmente, porém, serão processados boletos de R$ 50 mil ou mais.

De acordo com a Federação Brasileira de Bancos (Febraban), os valores vão decrescer gradualmente, até que, em dezembro, boletos de qualquer valor que estejam vencidos poderão ser pagos em qualquer agência bancária.

Segundo a Febraban, em razão da ampla utilização de boletos no Brasil — por ano, cerca de 3,5 bilhões desses documentos são emitidos — a “validação” por meio da Nova Plataforma de Cobrança será realizada em etapas.

Pela programação, em setembro, o sistema passará a processar boletos de R$ 2 mil a R$ 49.999; no mês seguinte, de R$ 500 a R$ 1.999,99; em novembro, de R$ 200 a 499,99; e, a partir de 11 de dezembro, de qualquer valor.
— A Nova Plataforma de Cobrança trará benefícios como segurança e facilidade no pagamento de documentos vencidos, além de evitar o envio de boletos não autorizados — diz Walter Tadeu de Faria, diretoradjunto de Negócios e Operações da Febraban, lembrando que o sistema atual de cobrança tem mais de 20 anos.

Fonte : O Globo

 

Boleto vencido poderá ser pago em qualquer banco a partir de março

Boleto vencido poderá ser pago em qualquer banco a partir de março

boletonovidade1

 

A partir de março, o cliente que atrasar uma conta poderá pagar o boleto vencido em qualquer banco, e não só naquele que emitiu a cobrança.

A novidade faz parte de um sistema de registro de boletos, que está em fase de implementação pela Febraban (Federação Brasileira de Bancos), chamado de Nova Plataforma de Cobrança. O calendário de implementação dessa ferramenta se estende até dezembro, conforme o valor do título.

Os boletos serão registrados na plataforma na hora da emissão. Ao pagar o débito, o banco consultará essa base para conferir se as informações estão corretas.

Se os dados do boleto que estiver sendo pago coincidirem com os do sistema, a operação é validada. Se houver divergência de informações, o pagamento não será autorizado e o consumidor poderá realizar o pagamento exclusivamente no banco que emitiu a cobrança, explica a Febraban em nota.

O comprovante de pagamento também será mais completo, com informações de juros, multa ou descontos aplicados sobre o valor da cobrança.

Não entram na plataforma contas de consumo (como luz e água) e nem tributos (IPTU e IPVA).

Um dos argumentos dos bancos para a criação dessa plataforma é a possibilidade de diminuir o risco de fraudes. Como os dados precisam obrigatoriamente bater, o golpe que adultera código de barras para que um fraudador receba o dinheiro fica mais difícil.

Fonte : Folha de S.Paulo

A conta venceu e o boleto não chegou ? Veja o que fazer

A conta venceu e o boleto não chegou ? Veja o que fazer

boletobancario

O que o consumidor pode fazer quando a conta vence e o boleto de cobrança ainda não chegou ?

Se o problema for eventual, é recomendável que o consumidor tente a  emissão de segunda via do boleto pela internet ou outras formas de pagamento, como depósito bancário, para evitar ficar em débito.

Agora, se a falha for recorrente, é importante que o consumidor identifique a fonte do problema : se é com os Correios, com a distribuição de correspondências no lugar onde mora ou com o fornecedor.

Quando o boleto finalmente aparecer, cheque a data de sua emissão; se notar que a conta foi enviada poucos dias antes do vencimento, é sinal de que a culpa foi mesmo do fornecedor.

Nesse caso, o consumidor não deve pagar juros e multa pelo atraso, pois, como o problema é com a empresa, a aplicação das penalidades significaria exigir vantagem manifestamente excessiva, de acordo com o Código de Defesa do Consumidor (CDC – art. 39, V).

Para não ficar com o prejuízo, é recomendável que o consumidor comunique o problema formalmente à empresa, enviando uma carta com aviso de recebimento (AR) e peça uma outra via da fatura ou pague com o boleto atrasado e depois peça ressarcimento dos juros e multa cobrados.

Se o banco não concordar em não cobrar os juros e a multa, ou ainda enviar o nome do consumidor ao sistema de proteção ao crédito (SPC), o consumidor pode lutar por seus direitos na Justiça.

Fonte :  Idec