Barcas mais caras a partir de segunda-feira

Barcas mais caras a partir de segunda-feira

barcas

A partir da segunda-feira, em pleno feriadão de carnaval, as passagens das barcas ficarão mais caras.

De acordo com a concessionária responsável pelo transporte aquaviário, a Agência Reguladora de Serviços Públicos Concedidos de Transportes Aquaviários, Ferroviários e Metroviários e de Rodovias do Estado (Agetransp) autorizou o reajuste, e o valor da tarifa social (Rio – Niterói) vai passar de R$ 5,90 para R$ 6,10.

A linha seletiva de Charitas e as tarifas turísticas também sofrerão reajustes. Segundo um decreto publicado ontem no Diário Oficial do Estado, o catamarã que faz a ligação entre a Praça Quinze e a Zona Sul de Niterói vai passar de R$ 16,50 para R$ 16,90. Já a linha que opera no Sul do estado (Mangaratiba – Ilha Grande Angra dos Reis) será reajustada de R$ 16,50 para R$ 17.

A decisão foi divulgada um dia depois de o Ministério Público notificar o governador Luiz Fernando Pezão e a Assembleia Legislativa, desaprovando as indicações de nomes para compor a cúpula de conselheiros da Agetransp, alegando que os indicados não teriam conhecimento na área de transportes.

Fonte : Jornal Extra

Reajuste nas tarifas de trens e barcas no Rio de Janeiro

Reajuste nas tarifas de trens e barcas no Rio de Janeiro

reajuste1

 

O trabalhador vai pagar mais uma parcela da crise econômica do estado do Rio de Janeiro.

O governador Luiz Fernando Pezão publicou, ontem, no Diário Oficial o aumento das tarifas de trens e barcas.

Na justificativa, o governador defendeu a diminuição de subsídio pagos às concessionárias citando a “necessidade de equilíbrio das contas públicas” e a “grave crise econômico-financeira que torna obrigatória a redução e otimização das políticas públicas”.

As barcas vão subir de R$ 4,10 para R$ 5 (21% mais caro) se forem pagas com Bilhete Único.

Sem o cartão, o preço vai de R$ 5,60 para R$ 5,90 (5,4% de aumento).

Já a tarifa de trem pula de R$ 3,70 para R$ 4,20 (um acréscimo de 13,5%).

— É errado o povo pagar mais caro pelo transporte porque botaram o Rio em crise. Essa passagem é muito cara pelas condições de estrutura e segurança nos trens — defende o estudante Mateus Montenegro, de 21 anos, que usa o transporte todo dia para ir de Oswaldo Cruz, onde mora, para o Centro.

O novo preço do sistema ferroviário começa a valer no dia 2 de fevereiro.

Para chegar ao valor, a Agetransp considerou a variação de um índice de inflação chamado IGP-M (que foi de 7,1%), e o desequilíbrio econômico-financeiro do contrato de concessão.

Ou seja, levou em consideração que a SuperVia não estava lucrando com a operação.

Já o valor da tarifa das barcas será reajustado no próximo dia 12.

Fonte : Jornal Extra